domingo, 24 de outubro de 2010

A Gazeta: Cuiabá ganha 1ª linha expressa

23/10/2010 - O Nortão - Caroline Lanhi - A Gazeta

A partir de segunda-feira (25) o transporte coletivo de Cuiabá contará com o apoio da primeira linha de ônibus expressa que vai ligar o Terminal do CPA 3 ao Centro. A linha E-1 tem caráter experimental e o objetivo é dar fluidez e agilidade ao transporte de passageiros entre 6h e 9h da manhã.

O diretor de Transporte Coletivo de Cuiabá, Gabriel Müller, explica que serão disponibilizados 9 ônibus para essa linha, sendo que cada um fará 3 viagens. O embarque será feito somente no Terminal do CPA 3. Nos 5 pontos onde o ônibus parar - ao logo das avenidas Rubens de Mendonça e Tenente Coronel Duarte (Prainha) -ocorrerá apenas desembarque, tanto que o veículo nem terá cobrador.

Depois de deixar os passageiros no último ponto, o veículo retornará vazio, direto ao terminal. Nesse sistema, a partir das 9h, os carros são recolhidos e só voltam a circular no dia seguinte.

Para o diretor de transporte, a linha expressa é uma alternativa para quem vai dos bairros direto ao centro cidade, principalmente a trabalho. Como não há embarque, o tempo médio do percurso será de 25 minutos, bem menos dos que os 45 minutos que as linhas "normais" precisam para realizar o mesmo trajeto.

Mesmo com esses benefícios, Gabriel afirma que não existem projetos pilotos para a inclusão de linhas expressas em outras regiões da cidade. "Só poderemos fazer uma avaliação mais precisa depois que a linha estiver funcionando. Mas, a princípio, estamos focando nos estudos do sistema de transporte expresso BRT (Bus Rapid Transit)".

A nova linha será divulgada nos veículos de comunicação e em cartazes fixados no terminal e nos ônibus.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 0800 65 1517.




sábado, 16 de outubro de 2010

Agecopa define as 33 estações do BRT na Grande Cuiabá

30/08/2010 - O Documento

Os usuários de transporte público da Grande Cuiabá contarão com 33 estações à disposição no sistema de ônibus em faixa exclusiva - Bus Rapid Transit (BRT) – a ser instalado em Cuiabá e Várzea Grande nos próximos meses. De acordo com a Agência Executora das Obras da Copa do Mundo no Pantanal (Agecopa), que executará as obras para os municípios depois administrarem o sistema, serão 22 estações no corredor CPA – Aeroporto (sete delas em Várzea Grande) e 11 no corredor da Fernando Corrêa. A agência descartou que os canteiros da avenida do CPA serão destruidos para a implantação do sitema.

O número de estações é um dos primeiros pontos de fato definidos do projeto do BRT, segundo o coordenador de Mobilidade Urbana da Agecopa, Rafael Detoni. O conceito geral do sistema foi discutido em conjunto com as prefeituras, que tiveram de apresentar suas propostas e entrar em consenso sobre as principais características do projeto, agora sendo desenhado.

A distribuição das estações foi definida de acordo com a demanda nos pontos de ônibus das avenidas que constituirão os corredores (da avenida do CPA até o Porto, passando pela Prainha; do Centro de Cuiabá até o Coxipó, passando pelas Prainha e Fernando Corrêa).

O terminal do CPA funcionará ao lado do Comando Geral da Polícia Militar. Rumo ao aeroporto, o corredor terá estações em frente à Secretaria de Fazenda (Sefaz), Morro da Luz, Praça Bispo e Porto. O corredor no sentido Coxipó-Centro, prevê estações em frente ao Batalhão do 9º BEC, Planeta City, UFMT, lateral do shopping Três Américas e Praça Bandeirantes.

Como o sistema está em fase de desenho, as unidades ainda não receberam nomes, mas se pode ter uma noção de onde elas estarão localizadas por meio dos pontos de referência utilizados, como praças e entroncamentos dos corredores com ruas e avenidas.

As estações terão tamanhos padronizados, mas a demanda de passageiros estudada pela Agecopa já determina que quatro estações do corredor CPA–Aeroporto terão de ter tamanhos maiores – as unidades do Morro da Luz, da praça Bispo, da praça Ipiranga e da Ulisses Guimarães (em frente ao Pantanal Shopping).

Só as três primeiras devem ser responsáveis pelo atendimento de 66% da demanda no primeiro corredor do futuro BRT no pico da manhã. Exemplo disso é que a movimentação prevista na estação do Morro da Luz, no pico da manhã, deverá ser de 97 ônibus passando por hora.

O sistema está sendo traçado de modo que suporte o aumento geral de 30% na demanda em 2030. Naquele ano, serão necessários 122 ônibus passando por hora no Morro da Luz e Detoni adianta que isso é possível utilizando-se o sistema de via exclusiva.

Outras estações que devem ter mais movimentação no primeiro corredor são as que atenderão a região da avenida Dom Bosco e da rua Major Gama. No segundo corredor, é prevista grande movimentação na estação próximo ao Shopping Três Américas.

Todas as unidades, explica Detoni, serão localizadas a 90 centímetros do asfalto nos canteiro centrais das avenidas. Ou seja, as pistas mais rápidas serão ocupadas exclusivamente pelos ônibus do sistema BRT, com porta à esquerda, e outras três ou quatro pistas serão deixadas para o tráfego dos demais veículos – o que deve ensejar a retirada das vagas de estacionamento nas laterais, como as da FEB e da avenida do CPA.

As estações também serão fechadas e contarão com sistema de bilhetagem externa. Ou seja, não haverá cobradores dentro dos ônibus, o que contribui para maior velocidade de embarque e desembarque e evita possibilidade de assaltos nos ônibus.

Canteiros na avenida - Os canteiros e as árvores ao longo da Avenida do CPA, não serão destruídos para a implantação do sistema BRT (Bus Rapid Transit) que será instalado a partir do primeiro semestre de 2011 em Cuiabá. A garantia foi dada pelo engenheiro Rafael Detoni, ao explicar que apenas alguns trechos deverão ser isolados para implantação de estações. a avenida do CPA receberá alargamento para que possa ser introduzido uma pista-corredor de ônibus BRT. Segundo ele, a avenida do CPA permanecerá com três pistas de cada lado para tráfego nos dois sentidos e o canteiro dividindo os corredores de ônibus. O engenheiro revela ainda que nenhum ônibus circulará na avenida do CPA fora da faixa exclusiva para os BRTs. “Haverá um isolamento para favorecer os ônibus do sistema permitindo assim tráfego tranqüilo mesmo em horários de pico”, conta ele.

Os dois corredores de BRT na capital terão um custo aproximado de R$ 400 milhões. O projeto deverá ser concluído até setembro para encaminhamento à Caixa Econômica Federal. Em outubro deve começar o processo licitatório. Como o orçamento de 2010 já está comprometido com desapropriações, o edital de concorrência do BRT só deve ser divulgado em janeiro. Possivelmente em março de 2011, devem ter início as obras dos dois corredores.

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Lucas passa a ter ônibus melhores no transporte urbano

13/10/2010 - Agência Lucas do Rio Verde - Ascom/Edgar Savaris


Hoje (13-10) foram apresentados na Prefeitura Municipal ônibus mais novos e modernos que serão incorporados no transporte urbano

Na manhã desta quarta-feira (13-10) foram apresentados ao prefeito Marino Franz e aos secretários municipais 11 dos 15 novos ônibus que irão integrar o transporte urbano do município. A empresa detentora do contrato de concessão também anunciou a compra de dois ônibus adaptados para portadores de necessidades especiais e a implantação da bilhetagem eletrônica. O transporte urbano em lucas do rio verde já uma realidade bem presente no cotidiano das pessoas, com o passar do tempo a necessidade de mudança se tornou latente. A administração pública passou a cobrar das empresas ônibus mais novos e com melhores condições para trafegar. A empresa Viação Lucas foi quem ofereceu a melhor proposta de serviço e teve sua concessão renovada. Na manhã desta quarta-feira (13-10) os ônibus da empresa foram vistoriados pelo Secretário de Desenvolvimento Econômico, Raimundo Dantas e a Guarda Municipal de Trânsito, e de imediato passaram a integrar a frota da empresa.

segunda-feira, 4 de outubro de 2010